Membros

Coordenação

Patricia Laura Torriglia

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004), mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (1999), graduada em Ciencias de la Educación pela Universidad Nacional de Córdoba (Argentina, 1992). Atualmente é professora associada II da Universidade Federal de Santa Catarina. Tem experiência na área de Ciências Humanas, com ênfase em Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, questões teórico-metodológicas da pesquisa em educação, produção de conhecimento, ontologia crítica e categoria trabalho.

Vice Coordenação

Vidalcir Ortigara

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2002), com bola sanduíche na Universita Degli Studi di Urbino-Itália, graduado em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Catarina (1990). Atualmente atua como professor da Universidade do Extremo Sul Catarinense, junto aos cursos de licenciatura e bacharelado em Educação Física e ao Programa de Pós-Graduação em Educação, do qual é Coordenador Adjunto. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação e Formação Humana. Atua principalmente nos seguintes temas: educação física escolar: tendências teórico pedagógicas; Educação, conhecimento e formação humana.

Demais Membros

Alexandre Aguiar dos Santos

Possui graduação em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (1994) e Doutor em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (2011). Atualmente é professor Adjunto da Universidade Federal de Goiás. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Teoria do Direito, atuando principalmente nos seguintes temas: direito constitucional, filosofia do direito, direitos humanos, educação superior, juventude e movimento estudantil.

Astrid Baecker Avila

Possui Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Maria (1995) e mestrado em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Catarina (2000). Realizou estágio em pesquisa em Educação na Alemanha, na Universidade de Hannover(2006). Doutorado em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina, na linha de Educação, História e Política (2008). Atualmente é professora assistente da Universidade Federal do Paraná. Tem experiência na área de Educação e Educação Física, com ênfase em Educação Física e Pedagogia, atuando principalmente nos seguintes temas: Crítica Ontológica e Realismo Crítico, Filosofia da Ciência, produção do conhecimento em Educação e Educação Física, Política de pós-graduação, Educação Física Escolar, Formação profissional inicial e permanente, ginática e dança, metodologias do ensino, Educação Física e movimentos sociais.

Carlos Augusto Euzébio

Atualmente é professor da Universidade do Extremo Sul Catarinense. Tem experiência na área de Educação Física Escolar, Políticas Públicas de Esporte e Lazer e Formação de professores. Professor das habilitações de licenciatura e bacharelado do curso de Educação Física das disciplinas: Metodologia do Basquetebol, Metodologia da Aprendizagem dos Esportes, Metodologia do Ensino Médio, Estágio Obrigatório. Membro do Grupo de Estudo em Educação Física e Escola: Conhecimento e Intervenção (GEPEFE)

Débora Cristina de Sampaio Peixe

Graduada em Pedagogia – Habilitação Educação Infantil, Séries Iniciais e Psicologia da Educação, Especialista em Pré-escola, Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (1999) e Doutora em Educação pela mesma universidade (2018). Professora efetiva do Núcleo de Desenvolvimento Infantil/CED/UFSC, atuando em atividades de ensino, pesquisa e extensão. Experiência como docente na Educação Básica. Experiência como docente, orientadora e membro de equipe de coordenação pedagógica na Graduação e na Pós-Graduação – Especialização em Docência na Educação Infantil. Trabalha principalmente com os seguintes temas na área da Educação Infantil: Infância, Formação de Professores, Planejamento e Desenvolvimento da criança.

Elisandra de Souza Peres

Possui Graduação em Pedagogia pela Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, especialização em Prática Interdisciplinar do Ensino pela Faculdade de Capivari, Mestrado em Educação pela Universidade do Extremo Sul Catarinense – UNESC e doutora em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. Atua como membro no Grupo de Pesquisa em Ontologia Crítica – GEPOC e no Grupo de Pesquisa sobre Currículo – ITINERA. Atua nas seguintes áreas: Produção do Conhecimento, Ontologia Crítica, Currículo e Proposta Curricular, Educação.

Elaine Eliane Peres

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal de Santa Catarina (2011) e mestrado em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (2014). Atualmente é doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação (CED/UFSC) e professora auxiliar de ensino fundamental da Prefeitura Municipal de Florianópolis. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Infantil e Anos Iniciais, atuando principalmente nos seguintes temas: Trabalho e Educação; Criança; Infância; Escola; Formação de Professores. Participa do Grupo de Estudos e Pesquisas em Ontologia Crítica (GEPOC).

Giandréa Reuss Strenzel

Possui Graduação em Pedagogia pela Universidade Federal de Santa Catarina (1993), Especialização em Metodologia do Ensino pela Universidade Federal de Santa Catarina (1996), Mestrado em Educação pela mesma Universidade (2000) e Doutorado em Estudos da Criança pela Universidade do Minho (2009). Atua profissionalmente como professora do Centro de Ciências da Educação na Universidade Federal de Santa Catarina, sendo integrante do Grupo de Estudos e Pesquisa em Ontologia Crítica. Tem experiência na área de Ciências Humanas, com ênfase na Educação, atuando nos seguintes temas: educação e infância, ontologia crítica, questões teórico-metodológicas da produção do conhecimento sobre a educação infantil e formação docente.

Ismael Andrada Bernardes

Graduado em Pedagogia pela Universidade Federal de Santa Catarina e Mestre em Educação pela mesma universidade. Atuou como membro da Equipe editorial RBCE – Revista Brasileira de Ciências do Esporte. Participou em 2011 do Grupo Formação para Quadros de Pesquisa do Núcleo de Estudos e Pesquisas Educação e Sociedade Contemporânea CED/UFSC. Em 2012 começou a participar do Grupo de Pesquisa Itinera vinculado ao Centro de Educação UFSC. Atuou como membro do Centro Acadêmico Livre de Pedagogia – CALPe de 2011 a 2014. Em 2013 passou a integrar o Grupo de Estudos e Pesquisas em Ontologia Crítica – GEPOC. Atualmente é professor substituto no Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI/CED/UFSC)

João Vicente Alfaya dos Santos

Possuo graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina (2009), mestrado no Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica pela Universidade Federal de Santa Catarina (2013) e é doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina. Trabalhou como designer educacional no curso de licenciatura a distância da Universidade Federal de Santa Catarina de 2010 a 2012. Foi professor substituto (2015) da Universidade Federal de Santa Catarina, no departamento de Metodologia do Ensino, atuando nos cursos de Ciências Biológicas, em disciplinas como Tópicos em Biologia e Educação, Metodologia do Ensino de Ciências e Biologia e estágio Supervisionado no ensino de Ciências. Atualmente, sou graduando do curso de Filosofia (UFSC). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Ensino de Ciências, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino de ciências, estágio supervisionado, educação escolar, ensino de evolução biológica e formação de professores.

Juliana Aparecida Cruz Martins

Doutora em Educação no Programa de Pós Graduação da Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC (2012), com pós-doutorado no Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da mesma universidade. Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2011). Graduada em História Bacharel e Licenciatura UnC (2006). Tem experiência na área de História com ênfase em Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: Formação Humana, Ontologia Crítica e Educação. Trabalho, Produção do Conhecimento e Reprodução Social.

Juliana Schenato

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (2004) e mestrado em Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGE/UFSC pela Universidade Federal de Santa Catarina (2010). Atualmente é professora da Faculdade de Pato Branco. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: literatura infantil, leituras, prática pedagógica, e consciência. conhecimento. currículo escolar.

Juliane Mendes Rosa La Banca

Professora efetiva no Núcleo de Desenvolvimento Infantil da Universidade Federal de Santa Catarina. Mestre em Educação no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (2014). Especialista em Gestão e Docência na Educação Básica pela Universidade Castelo Branco (2012). Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Santa Catarina (2010) e mestre no. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Infantil. Participa do Grupo de Estudos e Pesquisa em Ontologia Crítica (GEPOC) e do Grupo de Estudos e Pesquisas em Políticas na Educação Infantil (GEPPEI).

Lilane Maria de Moura Chagas

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal do Amazonas (1990), Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (1998) e Doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (2006). Atualmente, é professora adjunta da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Tem experiência na área de Educação, com ênfase no Ensino Fundamental e Educação Infantil, atuando principalmente nos seguintes temas: formação do leitor, literatura infantil, narrativas cotidianas e literárias, alfabetização, letramento, didática.

Margareth Feiten Cisne

Doutora em Educação pelo Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC, linha de pesquisa: Educação e Trabalho (2014). Mestre em Engenharia de Produção e Sistemas pela Universidade Federal de Santa Catarina na área de Mídia e Conhecimento (1999). Licenciada em Pedagogia – UNIVALI (1991). Professora do Núcleo de Desenvolvimento Infantil – NDI da Universidade Federal de Santa Catarina. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Infantil, atuando igualmente na formação de professores e em supervisão de estágios dos Cursos de Graduação em Pedagogia, Educação Fisica entre outras áreas de conhecimento que atuam e pesquisam com a Educação Infantil. Suas pesquisas e estudos estão direcionados para as seguintes temáticas: educação infantil, teoria histórico-cultural, estudos marxistas e ontologia crítica.

Maurício José Siewerdt

Possui graduação em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (1992), mestrado em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2000) e doutorado em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2010) com estágio doutoral na Universitat Autònoma de Barcelona (2008-2009). Atualmente é professor adjunto na Universidade Federal da Fronteira Sul, com atuação na área de Fundamentos da Educação. Tem experiência na área de Educação, com ênfase no eixo temático Trabalho e Educação e, especialmente, com foco investigativo nos seguintes temas: Trabalho docente; Processos produtivos, Estado e educação; Universidade e sociedade; Ontologia crítica; Ensino de História.

Miryan Cruz Debiasi

Licenciada em Pedagogia pelo Centro Universitário Barriga Verde (2004). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação. Possui especialização em Ciências dos Saberes da Educação para Mercado de Trabalho e Exercício do Magistério Superior. Possui especialização em Psicopedagogia Clínica e Institucional. Professora Universitária, Coordenadora do Curso de Pedagogia do Centro Universitário Barriga Verde – UNIBAVE. Mestra em Educação – UNESC – Linha de Pesquisa: Educação e Produção de Conhecimento nos Processos Pedagógicos, participa do grupo de pesquisa Educação Matemática: uma abordagem histórico-cultural – GPEMAHC e do GEPOC (Grupo de Estudos e Pesquisa em Ontologia Crítica), da UNESC e UFSC, respectivamente. Tem experiência na área de educação, com ênfase em concepções de educação e pedagogia e avaliação educacional atuando principalmente nos seguintes temas: conhecimento de pedagogia como ciência da educação e curso de pedagogia como formação de professores; teoria histórico-cultural, formação e emancipação humana.

Possui graduação em Licenciatura Em Filosofia pela Universidade Federal do Amazonas (1991) e mestrado em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2001). Atualmente é Assistente Técnico Pedagógico – Secretaria de Estado de Educação de Santa Catarina. Realiza Doutorado em Educação no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina, Linha de Pesquisa Trabalho e Educação. Também é vinculado ao Grupo de Estudos e Pesquisa em Ontologia Crítica – GEPOC, da Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação. Tem experiência profissional nas áreas de filosofia, filosofia da educação, educação sexual, políticas educacionais, educação de jovens e adultos e educação profissional, atuando principalmente nos seguintes áreas: filosofia, sexualidade, educação sexual, educação de jovens e adultos, educação profissional e integração da educação profissional com a educação básica na modalidade da educação de jovens e adultos. Desenvolve estudos nas áreas de políticas educacionais, educação profissional, educação de jovens e adultos e integração da educação profissional com a educação básica.

Ricardo Gaspar Müller

Pós-doutorado, com Bolsa do CNPq, junto ao Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia/IFCS, UFRJ. Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal Fluminense (1976), mestrado em Sociologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1988) e doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo (2002). Atualmente é professor associado da Universidade Federal de Santa Catarina, atuando no Curso de Ciências Sociais e no Programa de Pós-graduação em Sociologia Política, e cordenador do Nécleo de Transfornações do Mundo do Trabalho (TMT). Tem experiência na área de Ciência Política, Sociologia Política e Sociologia do Trabalho. Suas áreas de concentração são Teoria Política Contemporânea, Sociologia do Trabalho, Política e Cultura e Sociologia da Cultura. Já orientou uma tese de doutorado, 4 dissertações de mestrado e 5 trabalhos de conclusão de curso em Ciências Sociais. Já orientou 8 bolsas de aperfeiçoamento e/ou iniciação científica do CNPq. As principais palavras-chave de suas publicações têm sido: experiência, classe, agir humano, cidadania e trabalho.

Rodrigo Diego de Souza

Doutorando em Educação Científica e Tecnológica (UFSC), Mestre em Ensino de Ciência e Tecnologia (UTFPR), Licenciado em Filosofia e Licenciado em Biologia. Professor Colaborador no Departamento de Educação (DEED) da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Pesquisa as relações entre Trabalho e Educação nas Políticas de Formação de Professores. Tem experiência docente na Educação Básica e no Ensino Superior.

Soraya Reginato da Vitória

Licenciada em Educação Física (UFES) e Mestre em Educação (UFSC). Atualmente é doutoranda em Educação no PPGE/UFSC. Integra o Grupo de Estudos e Pesquisa em Ontologia Crítica (GEPOC/CED/UFSC) e o Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação e Filosofia (NEPEFIL/CED/UFES). Tem como interesses de pesquisa os temas referentes à dimensão estética da educação; arte, literatura e formação humana; estética, corpo e Educação Física.

William Casagrande Candiotto

Possui graduação em Licenciatura em Matemática, Mestrado em Educação pela Universidade do Extremo Sul Catarinense – UNESC e, atualmente, é doutorando em educação na Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. É membro do GPEMAHC (Grupo de Pesquisa Educação Matemática: Uma abordagem Histórico-Cultural) e do GEPOC (Grupo de Estudos e Pesquisa em Ontologia Crítica), da UNESC e UFSC, respectivamente. Tem experiência na área de educação, com ênfase em Educação Matemática, atuando principalmente nos seguintes temas: Conhecimento geométrico, método dialético-materialista e formação humana.